Você conhece o marketing direto? Saiba que ele serve para estreitar a relação entre você e seus clientes, sejam eles reais ou potenciais. Este tipo de marketing atua de forma direcionada a um público específico, o que reduz o desperdício de recursos na campanha. Isso contribui para a economia e eficácia, pois o foco é direcionado ao público que tem interesse real pelo produto ou serviço que está sendo oferecido.

Sabendo disso, como posso começar a aplicar o marketing direto? Bom, se você é iniciante no assunto, preparamos algumas dicas básicas para lhe ajudar a mergulhar no mundo do marketing direto.

Como falamos ainda há pouco, o marketing direto necessita de um público alvo bem definido.

É esse o primeiro passo que devemos dar. Por isso, pense em quem se interessaria pelo seu produto ou serviço, delimitar essa fração de pessoas garante que você não caia na armadilha do “marketing para todos”. Lembre-se que quanto mais preciso for seu público alvo, melhor!

Segundo passo: antes de escolher a ferramenta, determine o propósito de sua ação. Aqui é preciso pensar no objetivo que será perseguido. Reflita sobre o que você quer fazer. É uma pesquisa de opinião ou o lançamento de um produto, por exemplo. A partir daí será possível acertar na escolha da melhor ferramenta para promover a sua ação.

Revise seu público alvo. Antes de investir tudo no público que você determinou, revise a segmentação que você fez. Como fazer isso? Escolha uma parcela menor do seu público e direcione a ação a este pequeno grupo, depois disso analise os resultados obtidos para saber se a escolha do público alvo foi feita corretamente.

Use o gatilho da escassez. No contato com o seu público mostre que o seu conteúdo precisa ser consumido de forma imediata. Determine um prazo para isso, pois se não houver o cliente poderá sempre deixar para depois e acabar não consumindo.

Além da escassez, incentive o seu cliente por meio de brindes ou premiações. Oferecer algo a mais incentiva a ação mais rápida, o que facilita o rastreamento dos resultados da sua campanha.

Se certifique que o cliente receberá e-mail marketing e não spam. A diferença está justamente em quem se interessa ou não em receber seu conteúdo. Enquanto o e-mail marketing é uma ferramenta poderosa para quem deseja recebê-lo, para quem não se interessa ele torna-se spam. Por isso a importância de saber para quem você está direcionando a sua ação. Lembre- se: público alvo bem determinado.

Para fechar este artigo, lembre que o marketing direto deve ser usado como forma de relacionamento constante, porém sem exageros. Não utilize sempre, enchendo a caixa de email do seu cliente (no caso do e-mail marketing), por exemplo, mas procurando deixar a marca sempre em evidência. Utilize as oportunidades que surgirem, como eventos e datas comemorativas, por exemplo, para manter a relação com o cliente.

Gostou deste artigo? Comenta aqui embaixo. Vem com a Rente!

By | 2018-03-26T11:23:49+00:00 março 26th, 2018|blog|